Marketing – Dicas para o Escritor Iniciante – 12

Foto0483

Como se vende banana? Na feira ou na quitanda; por dúzia, no supermercado; por quilo, do ambulante que passa na rua compra-se por unidade; na estrada, de penca. “Meu livro vendeu como banana!” – ou seja, várias estratégias foram usadas.

Se o seu livro foi publicado por uma editora tradicional, esta cuidará de seu marketing, isso não quer dizer que você vai sentar na sua sala confortavelmente e esperar pelos lucros. O contrato não permite usar a desculpa de uma gripe forte para deixar de ir àquela noite de autógrafos no dia mais frio de inverno em Lages/SC e passar horas a fio escrevendo dedicatórias, sorrindo e tirando fotos. Ou dar uma entrevista para aquele crítico literário de ‘merda’, daquele jornal que você odeia. No Facebook pessoal é bom escolher publicar gatinhos derrubando tigelas de leite do que qualquer um muito reacionário (não sigo a cartilha, pena, não consigo). A partir do momento que sua imagem se torna mais pública, sua responsabilidade aumenta.

Outra questão é que a editora tem outros escritores para cuidar, então, dependendo da liberdade que o contrato te dá, você também pode desenvolver ações de promoção da sua imagem ou da imagem do seu livro/produto.

A primeira impressão é a que fica

Quem acompanha esta série de “posts” deve ter percebido que o período entre as postagens está maior. Isto por que tive problemas com a capa do livro que estava lançando por uma independente não muito cuidadosa. Sou ansiosa por natureza e os atrasos na correção (o diagramador deve ser analfabeto) dos textos da orelha e da contra capa e o desenho da capa em si foram acompanhados de inúmeros emails e solicitações.

A capa deveria resumir a história ou o conflito principal em uma imagem. Deveria, mas não é o que acontece na maioria dos casos.

Setenta por cento dos livros são vendidos pela capa e pela leitura das orelhas. A primeira ação de marketing diz respeito a este item. Peça ajuda, chame amigos, contrate profissionais, brigue para que a capa consiga falar com o leitor.

No caso da auto publicação e das independentes o trabalho é praticamente todo seu. A responsabilidade de lançamento e divulgação são suas.

Qual o seu público alvo? Responda esta pergunta antes de seguir adiante.

Grande falácia: “Agora com a internet fica mais fácil divulgar.”

Could you grab me some cereal in your way back, please? Uma aluna ouviu este pedido da americana com quem estava morando e passou no supermercado para comprar cereal (no Brasil tem Sucrilhos e Superbom, quando tem!) e se deparou com uma prateleira gigantesca com todos os tipos de caixas!

Escolha um canal com seu perfil, procure parceiros, faça pelos outros. Vá ao Diagrama – 11 nas páginas ao lado e olhe a “borboleta” – “Trabalhar as suas verdades”. Se seu objetivo ao escrever seu livro foi vendê-lo a uma fatia promissora do mercado, mas esta fatia não é a sua verdade, desista de se fazer ouvir. Porque os ouvidos estarão em outra frequência.

Utilize todos os meios disponíveis e viabilize-os:

– Hotsite – um pouco mais do livro para ver

Booktrailer – trabalho complicado e mais caro, dependendo do que se quer, vale tanto quanto divulgar a capa na rede.

– Facebook – crie um só para o seu livro e sempre publique algo, todo dia se possível.

– Blog Pessoal – se quiser ser escritor mesmo e não divulgar só um livro é bom pensar neste meio para alcançar certa credibilidade e gerar massa crítica.

Qualquer outro em que possa contatar pessoas. Lembre-se do seu público alvo e mire.

Quando tiver a oportunidade e perceber que uma multidão está a caminho atire sem mirar mesmo.

Nunca conte com os sites de vendas para divulgá-lo, produtos novos no supermercado só vendem bem quando há uma promotora entregando amostras e falando do produto. Não dá para colocar demonstradoras nos sites de venda. Peça aos amigos que já leram o livro e gostaram para postar comentários nos sites de avaliação de livros.

Faça um lançamento legal, não precisa gastar muito. Um barzinho charmoso, uma livraria independente de um amigo, bem localizados e de fácil acesso. Chame o maior número de pessoas possível. Afinal, a menos que você seja um festeiro de carteirinha, só 30% dos convidados costumam ir aos eventos de lançamentos. Divulgue com pelo menos um mês de antecedência. Leve 30 livros que equivalem à média de vendas para um lançamento, e um laptop caso haja mais solicitações e sua editora for por demanda.

Produza brindes para entregar a seus amigos/clientes: marca-livros, bloquinhos, chaveiros/bonequinhos. O que estiver ao alcance do seu bolso. O nome do livro tem que se destacar.

Porta a porta. Não estou brincando, não. Vendedora “avon”, na boa. Se você mora numa cidade pequena, ou num bairro amistoso, este é um ótimo artifício. Quem não gosta de prestigiar sua própria comunidade? Procure os jornais e comunidades locais. Fale com as pessoas. Eu não conseguiria, mas tem gente que consegue se vender muito bem.

Pequenas livrarias, escolas, universidades

Marque um evento, dê desconto, faça uma tarde de autógrafos. “Tarde de autógrafos? Mas nem famoso eu sou?!” Para fazer uma tarde de autógrafos, você é famoso, este é o raciocínio. Fale com os professores de português das escolas/universidades – cuidado, seu livro terá que estar bem revisado!

Além do material de divulgação, brindes, folhetos, faça um banner durável e num tamanho fácil de carregar. Leve seu laptop para rodar o booktrailer.

Não pare de divulgar, nunca, até o lançamento do seu próximo livro.

Divulgue seus amigos escritores. A leitura liberta o pensamento do homem, cria uma intimidade entre os seres superior a qualquer outra arte. Esta intimidade nos transforma em irmãos.

Advertisements

About claudiadu

Sou professora e escritora. Gosto de ler e escrever Ficção Científica e Fantasia. O resto é bobagem. Livros: O Caminho do Príncipe Matando Gigantes Um Pequeno Livro de Poemas, 70% Água Na Taverna do Capitão Destroços Contos do Mimeógrafo Noveletas: IICO Contos publicados: Gente é Tão Bom - Trasgo no. 1 O Tesouro de Nossa Senhora dos Condenados, Coletânea Piratas - Editora Catavento Lolipop, Coletânea Boy's Love - Editora Draco Monsuta - Shi, Coletânea Dragões - Draco Encaixotando Nina - Cobaias de Lázaro Invasão de Corpos - co autoria, Cobaias de Lázaro Seduzindo Oliver - co-autoria, Cobaias de Lázaro A Princesa no Escafandro Cor-de-Rosa - Contos Sonoros do Meia Lua Pra Frente e Soco Extensão - Contos Sonoros do Meia Lua Pra Frente e Soco A sair em breve: Retrônicos, coletânea - editoração e conto O Menino Jaguar e o Escudo do Sol - Trasgo 10

Posted on November 3, 2013, in Dicas Para Escritores Iniciantes. Bookmark the permalink. 4 Comments.

  1. Priscila Marques

    Olá Cláudia, senti falta do texto de número 11, revirei seu blog e não o encontrei de jeito nenhum…

  2. Priscila, desculpe a demora, estou terminando a revisão do meu último livro. Todos os artigos foram publicados anteriormente na extinta Skynerd – rede social do blog Jovem Nerd. O texto 11 era um diagrama, resumindo o processo da criação à publicação, não quis alterar a numeração dos capítulos para que quem acompanhava a série não se perdesse. Se quiser posso te enviar o diagrama por e-mail.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: