Matando Gigantes

Capa

Matando Gigantes é um livro de humor e ficção científica. 

89.068 Palavras

Registrado na BN

Depois que o tudo foi destruído pela passagem de uma super nova (só para ficar mais fácil contar a história, a parte científica desta ficção também foi destruída pela super nova). O que restou da humanidade tenta sobreviver numa nave espacial que deixou a Terra com a intenção de chegar ao planeta habitável mais próximo. A viagem que deveria durar 70 anos se arrasta por 85. Os recursos são escassos, tudo tem que ser racionado, inclusive os nascimentos e as mortes. Pra alívio de todos, a nave entra no novo sistema solar. Faltando poucos dias para estacionarem na órbita da Terra2, mortes misteriosas começam a acontecer. Pessoas são cortadas ao meio, têm partes do corpo decepadas. A divisão de crimes da nave, insuficiente e despreparada pouco pode fazer. Enquanto isso uma revolução é preparada pelos descontentes com o sistema que privilegia uma parte da sociedade e deixa a grande maioria à sua margem.

Ignorando completamente as reais circunstâncias que o cercam, uma sub-espécie, minúscula e tecnologicamente pouco evoluída, resiste num canto escondido na nave. Os pequeninos tentam se livrar da ameaça de extinção que os assustadores e lentos gigantes, os seres humanos, oferecem. Seus ataques acontecem na região onde se concentram os rebeldes e estes acreditam estarem sofrendo retaliações do poder distópico, ao qual se opõe, que separa os habitantes da nave por etnias e perpetua as diferenças sociais e étnicas através do Universo.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: