Falar como um Pirata

talk-like-a-pirate-day

OLHE ESSES BONS MODOS, PARVALHÃO!

Como se comportar numa taverna de piratas ou num navio

Cuspa no chão. Nunca coloque uma escarradeira para as pessoas cuspirem, é muita frescura e você pode ser convidado a se retirar pela porta ou pela prancha.

Não ande em linha reta, quem anda em linha reta não está acostumado ao mar, mostre desprezo pela terra firme.

Vista-se muito bem, com as melhores sedas e veludos, ou vão descobrir que você nunca saqueou um navio.

Seja arrogante, afinal, ninguém manda em você. Uma pessoa livre, com dinheiro e bem vestida deve se impor. Olhe para os outros como se tivesse dois metros de altura.

Feder é importante, misture o cheiro de maresia com um pouquinho de sangue, acrescente um toque de madeira em uma boa dose de rum, cubra tudo com aquele perfume esquisito que encontrou no último navio que saqueou. Por favor, não tome banho.

Reclame do nada. Bata com força nas costas dos outros. Chame seu amigo de mandrião, valdevino, biltre, parvalhão e acrescente outra palavra de escárnio – mandrião com escorbuto, valdevino fedorento, biltre adernado (embriagado) como a sardinha que caiu no barril de rum.

Seja rude o máximo possível, não se importe de ferir sentimentos:

“Senta na faca, bucaneiro! Deixa de ser donzela!”

Crie expressões com o mar de referência.

“A  beleza a bombordo está esperando para alisar minha barba?”

“Tu estás escondendo algo no fundo do barril! – Sai-te daqui rato.”

 

BARRR, PORTUGUÊS, ENROLE ESSA LÍNGUA, ESTULTO!

Pois é, não é fácil traduzir o falar do pirata para o português. Misturados ao inglês, havia o alemão, o “dutch”, o francês. Todas estas línguas utilizam sons guturais, do fundo da garganta, o português brasileiro é falado da boca para fora, poucos sons são profundos nesta língua adocicada pelas influências indígenas e africanas.

Seja malandrão, metidão e cante as palavras. Ora, se você está todo ‘cheiroso’ e pimpão na sua roupa nova é melhor fazer de conta que fala direito, mesmo que nunca tenha conjugado um verbo na vida.

Fale alto e gesticule, fica difícil ouvir em mar aberto. O rum, o fumo e a vida no mar tornam a voz mais grossa e rasgada. Como se um prego estivesse alojado em sua garganta.

Aperte os erres, não como uma pessoa do interior, pigarreie.

Use tu também para o plural vocês.

Se possível substitua o Eu por me, “me enfio a faca no mandrião barbudo”, “me pegou pelo nariz esta catarreira” 

 

AHOY

Algumas palavras que não precisam de tradução, só explicação, elas já fazem parte da cultura pirata.

Ahoy! – Olá

Avaste! – Pare, chega para lá, deixa disso, sai dessa.

Errrrr – Estou feliz, tá tudo indo bem, minha cerveja está ótima, a comida está demais. Ou quando você não liga a mínima para o que estão falando, mas quer disfarçar.

 

CRACAS

Ale  – cerveja. “Dois ales, que meu amigo lá no fundo vai pagar”.

Amarre – pare de falar, pare de fazer. “Amarre. Nuca ouvi tanta asneira de um filho de Kraken.”

Atracado – quem não gosta de mar, também usado para pessoa que é idiota, estúpida.

Atracado! Vem cá que vou lhe ensinar um nó ou dois.”

Beleza – mulher, moça, prostituta. Os primeiros piratas não tinham essa coisa de mulher a bordo dá azar. Bobagem. Muitas mulheres foram piratas, a maior frota pirata que já existiu tinha quase 10 mil navios e era liderada por uma chinesa. “Eia, claro que estou te ouvindo, beleza.”

Bumboo – bebida a base de rum diluído em água e noz moscada. “Um bumboo bem temperado, aqui mandrião.”

Capitão – qualquer chefe. “Quem disse que jogo sujo, capitão?”

Catarreira – gripe. “Me pegou pelo nariz esta catarreira.

Dê um nó – conclua. “Dei um nó mandando o biltre comer craca.”

Eia – Concordo com tudo o que disse mesmo não prestando atenção. “Eia, claro que estou te ouvindo, beleza.”

Eia, eia – entendi e vou, assim que terminar o que estou fazendo. “Eia, eia, estou enchendo a pança, avaste!

Ensinar um nó ou dois – dar uma lição. “Atracado! Vem cá que vou lhe ensinar um nó ou dois.”

Filho de um Kraken – bastardo “Amarre. Nuca ouvi tanta asneira de um filho de cracker.”

Grogue – rum diluído em água. “Dois grogues, o amigo lá no fundo vai  pagar.”

M’ia e m  – minha/meu -– m’ia beleza, m’carro. “M’navio  é a m’ia vida.”

Mostre a perna! – acorde! “Mostre a perna! A beleza disse ahoy para tu.”

Peças de oito – prata. “Não me interessam suas peças de oito, dê cá o tabaco e o rum.”

Palito – marujo inexperiente. “O palito nem sabe subir na tolda!”

Pilhar – pegar dinheiro. “Vamos pilhar o navio a bombordo depois afundá-lo.”

Por uma pinta naquele sujeito – matar. “Pusemos pinta em todos os corsários do rei.”

Rato de porão – pessoa inferior. “Aquele rato de porão me pilhou no jogo. Vou pôr-lhe uma pinta agora mesmo.”

Se esperte – corra ou vai perder o navio

Ser pilhado – pagar. “Aquele rato de porão ganhou nas cartas eu fui pilhado. Vou pôr-lhe uma pinta agora mesmo.”

Tá difícil tirar a tampa do barril – a vida está complicada, difícil de resolver. “Estou sem navio, tá difícil tirar a tampa do barril”.

Tirar a rolha do barril – descobrir alguma coisa, revelar, desvendar um segredo.

Tremer a madeira – estar preparado.

Venão – vingança.

Advertisements

About claudiadu

Sou professora e escritora. Gosto de ler e escrever Ficção Científica e Fantasia. O resto é bobagem. Livros: O Caminho do Príncipe Matando Gigantes Um Pequeno Livro de Poemas, 70% Água Na Taverna do Capitão Destroços Contos do Mimeógrafo Noveletas: IICO Contos publicados: Gente é Tão Bom - Trasgo no. 1 O Tesouro de Nossa Senhora dos Condenados, Coletânea Piratas - Editora Catavento Lolipop, Coletânea Boy's Love - Editora Draco Monsuta - Shi, Coletânea Dragões - Draco Encaixotando Nina - Cobaias de Lázaro Invasão de Corpos - co autoria, Cobaias de Lázaro Seduzindo Oliver - co-autoria, Cobaias de Lázaro A Princesa no Escafandro Cor-de-Rosa - Contos Sonoros do Meia Lua Pra Frente e Soco Extensão - Contos Sonoros do Meia Lua Pra Frente e Soco A sair em breve: Retrônicos, coletânea - editoração e conto O Menino Jaguar e o Escudo do Sol - Trasgo 10

Posted on August 21, 2014, in Na Taverna do Capitão Destroços. Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: