Publicando um Livro 2 – Publicação independente – Dicas Para o Escritor Iniciante 9

estante-de-livros-criativa

Suflê de Publicação Independente

Quem já fez um suflê sabe que suflês desandam – antes de retirar do forno, ele parece majestoso com sua camada dourada estourando para fora da forma. No primeiro contato com o ambiente, começa a murchar e vira só um omelete parrudo.

Como funciona a publicação independente?

Regra geral – As editoras/gráficas por demanda (chamadas em inglês com muita propriedade de Vanity Presses) visam o lucro, em todos os casos, não se iluda se elas têm o nome de: clubes, associações, grupo independente dos escritores etc. Estamos num país capitalista. Você irá pagar pelos serviços, a fatura antecipada ou com vencimento para 30, 60, 90 dias, estará em seu nome.  Se é para correr riscos, vamos analisar até que ponto podemos ir, pois esse é o mesmo raciocínio destas empresas.

Toda a regra tem sua exceção, algumas  são muito criteriosas, quase tanto quanto uma editora tradicional, mas são muito poucas.

Não confunda as editoras independentes com as por demanda, as independentes tem critérios, editores, contratam revisores, capistas dão dicas aos autores e parceiros. O autor tem desconto na compra dos exemplares, mas não é obrigado a comprar nada. A diferença entre as independentes e as que pertencem a grupos é o marketing e a distribuição, nas independentes, regra geral, o autor tem que correr atrás de sua própria divulgação.

Nas editoras por serviço, o autor paga antecipadamente por tudo: da revisão à parte gráfica e tem liberdade de aprovar e desaprovar qualquer etapa que não lhe agradar até que o serviço fique a contento. O autor recebe a quantidade de livros acertada. Este serviço é muito parecido com a auto publicação, a única diferença é que você tem todos os profissionais que precisará: revisor, diagramador, capista etc. num único lugar. Neste modelo você coloca o preço de venda do livro e estabelece seu lucro.

Nas editoras sob demanda, o autor paga posteriormente pelos serviços referentes à primeira tiragem dos exemplares que se destinarão ao lançamento do livro ou venda direta pelo autor, estes serviços, no entanto, variam de editora para editora, algumas oferecem todos os serviços no pacote, inclusive revisão, outras oferecem somente os serviços de gráfica e capista,  e o registro no ISBN. Depois destes exemplares entregues, qualquer nova solicitação pode ser feita através da editora sob demanda, ou seja, a editora imprime um exemplar por pedido. O preço de venda do livro fica a cargo da editora e a margem de lucro do escritor também.

Em ambos os modelos, você encontrará editoras que imprimirão qualquer coisa que pedir, pode ser um livro sem revisão de 800 páginas, um manual de funcionamento da caixa de areia do seu gato ou  até uma receita de bolo de única página.

Fique atento:

1 – Verifique o portfólio da empresa que irá contratar e tente receber um feedback de outras pessoas que publicaram com eles.

2 – No contrato sob demanda verifique se terá acesso à quantidade de cópias que foram impressas e vendidas além do solicitado como primeira tiragem.

3 – Se for oferecido um trabalho de revisão verifique se não se referem somente à parte ortográfica, o original passa por um programa e os erros são corrigidos de forma automática, mas o custo é de uma revisão tradicional.

4 – No contrato há cláusulas que não permitem que você aprove as etapas do trabalho. Lembre a editora que quem está pagando é você e também peça uma planilha de custos e valores de cada serviço para ter certeza que está pagando um preço de mercado pelos serviços.

5 – Não acredite em “histórias de vendedor” como: o autor precisa de espaço para criar, não se pode se preocupar com  a parte técnica, nós resolveremos tudo; nossos profissionais são mais caros por que são os melhores; seu livro é muito bom, você deveria imprimir 3000 cópias e não 30 etc.

5 – Existem também as independentes por nicho de mercado: as especializadas em teses, livros de horror e suspense, livros didáticos etc.

Como escolher?

Procure as editoras independentes que publicam o seu estilo de livro, existem  as independentes por nicho de mercado: as especializadas em teses, livros de horror e suspense, livros didáticos etc. Compre um livro desta editora para avaliar a qualidade do material – capa, correções etc. e a mecânica de distribuição no caso por demanda.

Prós da publicação independente:

1 – Não precisa esperar séculos para ver seu livro publicado.

2 – Você tem certa liberdade para escolher como apresentar seu produto. O que garante que a história não sofrerá modificações ou interferências.

3 – É uma das maneiras de se tornar conhecido no mercado editorial e também mandar seu material pronto para algumas editoras tradicionais.

Contras da publicação independente:

1 – Publicar um livro de maneira independente pode prejudicar sua imagem junto a editoras mais tradicionais, estou falando de Brasil, o mesmo não se aplica ao mercado editorial no exterior. E não deixa de ser verdade, dependendo da qualidade da editora que escolher, seu livro não terá nenhuma credibilidade.

2 – Sem meios de divulgação ou disponibilidade para fazê-lo, seu livro morre sem atingir a cota de vendas para pagar os gastos com a editora. Você pode até acabar com prejuízo dobrado: seu livro foi mal visto, por que o trabalho da editora foi mal feito e/ou não vendeu o volume contratado. E os boletos para pagamento estão vencendo.

3 – A frustração de ver que seu livro físico está muito longe da imagem que fazia dele, a dura realidade acabou destruindo seus sonhos.

Deve ficar bem claro para você, escritor iniciante ou amador, que vale a pena perseguir seus sonhos, mas não a qualquer custo. Analise bem como e onde vai realizá-los, de um passo após o outro e deixe seu material o mais próximo do resultado final possível antes de procurar os serviços de uma editora, seja independente ou tradicional. Esqueça lucro, fama ou reconhecimento. Espere realização pessoal antes de tudo.

Advertisements

About claudiadu

Sou professora e escritora. Gosto de ler e escrever Ficção Científica e Fantasia. O resto é bobagem. Livros: O Caminho do Príncipe Matando Gigantes Um Pequeno Livro de Poemas, 70% Água Na Taverna do Capitão Destroços Contos do Mimeógrafo Noveletas: IICO Contos publicados: Gente é Tão Bom - Trasgo no. 1 O Tesouro de Nossa Senhora dos Condenados, Coletânea Piratas - Editora Catavento Lolipop, Coletânea Boy's Love - Editora Draco Monsuta - Shi, Coletânea Dragões - Draco Encaixotando Nina - Cobaias de Lázaro Invasão de Corpos - co autoria, Cobaias de Lázaro Seduzindo Oliver - co-autoria, Cobaias de Lázaro A Princesa no Escafandro Cor-de-Rosa - Contos Sonoros do Meia Lua Pra Frente e Soco Extensão - Contos Sonoros do Meia Lua Pra Frente e Soco A sair em breve: Retrônicos, coletânea - editoração e conto O Menino Jaguar e o Escudo do Sol - Trasgo 10

Posted on October 30, 2013, in Dicas Para Escritores Iniciantes. Bookmark the permalink. Leave a comment.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: